Nossa Atuação


         Em nosso Grupo Experimente SER, adotamos como linha base de atuação, ou seja, na formação dos conceitos e condução terapêutica, os fundamentos da Análise Transacional . Eles contribuem ao direcionamento da vida pautada em relações mais saudáveis e equilibradas. Além desta abordagem, utilizamos também as ferramentas que se seguem abaixo:

  • Análise Transacional: a Análise Transacional foi criada por Eric Lennard Bernstein (1910 – 1970), médico psiquiatra. Ficou mais conhecido por Eric Berne, nome que adotou nos EUA.

A AT é um novo e efetivo método racional de terapia grupal, que pode ser utilizado tanto a nível clínico quanto organizacional e escolar, com a finalidade de “analisar, compreender e corrigir a conduta humana, permitindo a compreensão do  “por que” e “como” do nosso comportamento e dos demais”, como coloca Crema (1982).

Componentes básicos: o cognitivo (razão); o afetivo (emoções); o comportamental (conduta); expressivo-postural (corpo). A AT atinge estas 4 áreas através de seus 10 conceitos básicos, os quais sustentam o principal referencial teórico das Maratonas. São eles: Estados do Ego, Transações, Carícias, Posição Existencial, Emoções, Estruturação do Tempo, Script, Mini -Script, Jogos Psicológicos e Triângulo Dramático, Dinâmica de Grupos.

  • Personalidade Subjetiva: é uma técnica simples e potente, desenvolvida pelo Filósofo Ari Martins, que visa trabalhar os clichês mentais, frutos de reações padronizadas desenvolvidas como defesa em situações de dor-trauma-conflito. Se não trabalhados terapeuticamente, esses clichês passam a comandar e determinar a reação do indivíduo, limitando sua reação assertiva e autêntica frente aos desafios do cotidiano.
  • Abordagem pautada em vivências regressivas: são recursos psicoterápicos que visam trabalhar na origem de queixas específicas. Morris Netherton foi o sistematizador da Terapia Regressiva. Podemos citar também o método de Hans Tendam e Roger Woolger (Deep Memory Process).
    Experiências do passado são revividas em sua plenitude, com o objetivo de possibilitar a expressão, a liberação, a integração e a cura de processos de dor, em prol do alívio de sintomas e reestruturação da saúde integral da pessoa.
  • Abordagem corporal: baseada em recursos provenientes dos estudos de Wilhelm Reich e por meio das técnicas de John Pierrakos, da Core Energetics (Energética da Essência), são realizados diversos e variados exercícios corporais para o desbloqueio de couraças, possibilitando a liberação de emoções “congeladas”  e  o consequente alívio de sintomas físicos e psicológicos, além do  alinhamento e fluidez da energia vital do corpo.